ARROCHO SALARIAL: VENCIMENTO INICIAL DO CARGO DE AGENTE DE TRÂNSITO É 15,77% MAIOR QUE O INICIAL DA GUARDA MUNICIPAL.

ARROCHO SALARIAL: VENCIMENTO INICIAL DO CARGO DE AGENTE DE TRÂNSITO É 15,77% MAIOR QUE O INICIAL DA GUARDA MUNICIPAL.

A Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos, como é de praxe, publicou na data de ontem (26/11) a atualização das tabelas de vencimentos de todas as carreiras que compõe o funcionalismo municipal, em virtude do reajuste de 3,5% aprovado este mês na Câmara Municipal.

É gritante a DESVALORIZAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS promovida pela Gestão Rafael Greca, que impõe arrocho salarial com a paralisação do Plano de Carreira da categoria e congelamento do vencimento inicial do cargo.

Apesar da carreira da Guarda Municipal vir acumulando aumento de atribuições ao longo dos anos, por exemplo, como a fiscalização e policiamento de trânsito, o vencimento inicial do cargo é 15,77% menor do que cargo de agente de trânsito municipal criado em 2013.

O cargo de agente de trânsito previsto em lei possui vencimento inicial de R$ 2.310,33. Já, o cargo de Guarda Municipal possui vencimento inicial de R$ 1.995,54. Lembrando que ambos os cargos possuem carga horária de 40hs semanais.

“É um verdadeiro descaso, nós fazemos segurança pública, executando tarefas típicas da função de guarda municipal, e agora, fiscalização e policiamento de trânsito, porém recebemos um dos menores vencimentos iniciais entre as carreiras do serviço público municipal, e além de tudo a gestão Greca, congela nosso plano de carreira até 2021. Deste jeito, não dá”…desabafou um guarda municipal, indignado.

O sindicato desde o início da atual gestão vem alertando e cobrando a atual Administração sobre a necessidade de valorização dos Guardas Municipais, que mesmo sofrendo tantos ataques ao longo desta gestão, já atenderam mais de 27 mil ocorrências policiais neste ano, número muito superior ao do ano passado.

A diretoria do SIGMUC, já protocolou ESTUDO TÉCNICO junto ao Prefeito, Secretaria de Governo e até Secretaria de Finanças, demonstrando o IMPACTO NEGATIVO que a atual política de recursos humanos imposta aos Guardas Municipais nesta gestão, vem causando e causará ao orçamento público municipal. Pois, devido à desvalorização da carreira da Guarda Municipal, o número de evasão do efetivo para outras carreiras da segurança pública, afastamentos por motivos de saúde física e mental, só tendem a aumentar.

“Só tivemos aumento de atribuições, arrocho salarial, autoritarismo e perseguições aos representantes dos trabalhadores, nesta gestão. Mas não vamos desistir ninguém nos calará. Estamos lutando por objetivos justos, nenhum privilégio”, declararam os diretores do sindicato.

SIGMUC – Juntos Somos Fortes!!!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.