Carta dos locais de trabalho contra o rombo no IPMC

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

A assembleia conjunta dos servidores municipais de Curitiba que aprovou o Estado de Greve de todas as carreiras do funcionalismo público do município também encaminhou a produção de cartas dos trabalhadores como forma de pressionar a gestão de Gustavo Fruet.

 

As direções sindicais elaboraram um modelo de carta, que você pode conferir aqui, mas, os servidores públicos podem ficar à vontade para alterá-la em seus locais de trabalho com os demais colegas.

 

Essa é uma forma de envolver o conjunto dos servidores municipais nessa luta, pois é preciso somar forças frente a essa ameaça de ataque as nossas aposentadorias.

 

A administração municipal quer alterar o período que serve como base de cálculo para o plano de custeio da previdência dos servidores, estabelecido pela Lei 12.821/2008. Se a mudança for aprovada, o município deixará de repassar ao Instituto o valor das aposentadorias concedidas entre 2008 e 2012 e incluiria no futuro os benefícios concedidos entre 2023 e 2027.

 

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a ameaça de cortar quase R$ 10 milhões do repasse destinado ao Instituto coloca em risco as futuras aposentadorias dos servidores.

 

Vamos nos mobilizar contra a retirada de direitos na nossa previdência e também para pressionar a gestão Fruet a recuar na proposta que representa uma grande perda para o conjunto dos trabalhadores do município. Juntos somos mais fortes!

 

REPLICADO: SISMMAC

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias