Comando da GMC arrocha vencimentos dos Guardas Municipais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Os guardas municipais de todas as regionais estão sendo surpreendidos nos últimos dias, com o corte das horas extras realizadas habitualmente. O corte de 50% por cento das escalas está ocorrendo por determinação da Direção da Guarda Municipal, com a desculpa de “readequação de horas”, justamente em ano eleitoral.

 

Ao contrario das ilusões criadas, a atual Administração municipal, na prática só vem criando o aprofundamento do arrocho nos vencimento dos guardas municipais.

 

Até o momento, os guardas municipais não receberam nenhum tipo de benefício ou valorização

O tão aguardado Plano de Carreira da GMC encontra-se na fase final de tramitação e mesmo antes de produzir seus efeitos a Direção da GMC adota uma política de readequação de horas que prejudica milhares de pais e mães de família.

 

É preciso ressaltar que devido ao número reduzido do efetivo e a quantidade de postos a serem atendidos com a presença da guarda municipal, sempre foram disponibilizadas uma média de 60 horas extras por guarda municipal todos os meses. Isto ocorre desde os primórdios da Secretaria Municipal da Defesa Social.

 

Devido ao baixo valor do piso base da categoria e a falta de ações, principalmente desta gestão, em promover a valorização dos GMS, muitos de nossos companheiros se vêem obrigados a realizar escalas extras de trabalho para complementar sua renda, para que possam dar o mínimo de condições a suas famílias.

 

Segundo informações de bastidores, houve uma solicitação da SMF para que fosse readequadas em 25% o número de horas extras realizadas em todas as Secretarias. Porém as situações ATÍPICAS, como é o caso da Guarda Municipal, que possui uma demanda maior do que seu efetivo, são PERFEITAMENTE JUSTIFICÁVEIS, como sempre foi, ou seja, NECESSIDADE DE SERVIÇO.

Mas a política adotada pela atual Direção de “agradar o alto escalão” a custa do suor e da diminuição dos vencimentos dos companheiros de uniforme, fica evidente.

 

Por tudo isso, o SIGMUC, promoverá reunião com todos os guardas municipais prejudicados para definição das ações a serem tomadas e convidaremos o Diretor da GMC e o Superintendente da SMDS, para que se expliquem diretamente aos servidores.

O Departamento jurídico do SIGMUC, já deu início aos procedimentos legais cabíveis ao caso.

 

DIRETORIA

SIGMUC

 

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias