DURANTE PANDEMIA, 132 LTS POR SÍNDROMES GRIPAIS FORAM CONCEDIDAS À GUARDAS MUNICIPAIS.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Os números, referem-se ao período de 01/03/20 à 08/06/20 e constam no parecer da Perícia Médica anexado nos autos do inquérito civil que tramita junto ao Ministério Público do Trabalho – MPT/PR, onde os sindicatos que representam as categorias do funcionalismo público municipal pleiteiam medidas de proteção aos trabalhadores.

Até o dia 15 de junho, 18 guardas municipais haviam se afastado do trabalho, com o CID específico para Coronavírus e 2 com CID relativo a vírus não identificado, os demais foram enquadrados como síndromes gripais.

No documento, ficou comprovado que neste mesmo período, apenas 1 guarda municipal havia sido testado para detecção da COVID-19 na corporação.

Nos últimos dias, graças a muita pressão do SIGMUC que inclusive ingressou com ação judicial pleiteando medidas urgentes de proteção dos guardas municipais, todos os integrantes da corporação que se encontram no quadro ativo da carreira, vêm passando por testagem.

O sindicato já protocolou pedido referente ao quantitativo dos testes realizados e a quantificação dos casos positivos, assim que os dados forem recebidos serão informados a categoria.

Veja o documento na íntegra:

documento-MPT-PR

 

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias