ESTAR AUMENTA EM 50%

ESTAR AUMENTA EM 50%

“ESTAR” – O INCRÍVEL CONTRATO QUE PODE PASSAR DE R$ 79 MILHÕES PARA R$ 105 MILHÕES…

A mudança no sistema de EstaR, de analógico para eletrônico, vem com alteração no preço da hora do estacionamento nas vagas regulamentadas pela prefeitura de Curitiba: a Urbs anunciou nesta terça-feira (11) que cada crédito digital de EstaR – o equivalente a um cartão de papel de uma hora – vai custar R$ 3. Atualmente o valor do cartão de uma hora é R$ 2. O preço não passa por reajustes desde setembro de 2015.

A versão digital do EstaR, que passará a operar concomitantemente ao sistema analógico, no dia 16 de março, contará ainda com outro preço: cada fração de 15 minutos custará R$ 0,75. Com o novo sistema, quem não utilizar a hora cheia, poderá “recuperar” o valor correspondente ao tempo não utilizado do cartão para utilizá-lo em outros momentos.

De acordo com a Urbs, o período de transição entre os dois sistemas será de 16 de março a 11 de maio. Até lá, os blocos de papel ainda serão aceitos. Porém, até 10 de junho todos deverão ser trocados por créditos do Estar Eletrônico nos postos da Urbs da Rodoferroviária e das Ruas da Cidadania.

Até o momento, três aplicativos foram homologados pela Urbs para operar o sistema: Zul Digital (On Tecnologia de Mobilidade Urbana S.A.), Faz Digital Curitiba (Inova Soluções em Tecnologia e Gestão Ltda.) e Transitabile (Transitabile Sistema de Controle de Vagas Automotivas Ltda.). Alguns já estão disponíveis para que o usuário se familiarize com o sistema.

NOVA SINALIZAÇÃO

Para que o sistema comece a operar na data prevista, a prefeitura já iniciou a troca de sinalização do estacionamento regulamentado. Até o dia 11 de maio, quando EstaR Eletrônico começa a funcionar exclusivamente, 3.500 placas serão instaladas nas regiões onde há vagas.

Na próxima semana, iniciam-se os treinamentos dos agentes da Superintendência de Trânsito para a utilização do equipamento que será utilizado na fiscalização, também eletrônica. Ao verificar que um carro está irregular, o fiscal vai tirar uma foto e deixar uma notificação no para-brisas do carro, como já ocorre hoje. Com a notificação em mãos, o motorista deverá acessar o site da Urbs para pagar a taxa de regularização. Todo o processo de regularização será online.

Uma mudança que estava prevista, mas não deve acontecer, é o fim do “perdão” da multa para quem estacionar nas vagas do estacionamento rotativo sem pagar. Até aqui o motorista comprava um bloco e “pagava” a regularização da multa com apenas uma folha do cartão. Conforme a Urbs, a possibilidade de regularização, sem multa, deve ser mantida, custando R$ 30, mas sem que o valor seja revertido em créditos.

Leia matéria completa – Aroldo Murá

 

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*