FRUET “PEDALA” COM O DINHEIRO DA APOSENTADORIA DOS SERVIDORES!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Conforme a direção do SIGMUC já vinha apontando à categoria, foi confirmado pelo presidente do Conselho de Administração do IPMC, em reunião extraordinária ocorrida nesta manhã, que a gestão Fruet deixou de repassar ao Instituto cerca de 80 milhões de reais.

 

Estes valores são os correspondentes as parcelas mensais determinadas pela lei 12.821/2008.

 

O conjunto dos servidores da Guarda Municipal, através do SIGMUC, já vem lutando para ter reconhecido o seu direito a participar dos conselhos do IPMC.

 

Infelizmente, a presidência do Instituto e do Conselho de administração não demonstram vontade em admitir representante da categoria da guarda municipal nas decisões que envolvem o patrimônio dos trabalhadores da GMC.

 

Atualmente, o conselho de administração do IPMC  é composto por 7 (sete) membros: cinco indicados pelo governo municipal; um representante da Associação dos Aposentados, que até o começo da gestão Fruet era o atual presidente do IPMC e ICS; e apenas um eleito em assembleia pelos servidores.

 

Mesmo sem ter direito a participar das decisões do IPMC, a diretoria do SIGMUC tem buscado reunir documentos clicando aqui e aqui, que possibilitem fiscalizar a administração dos recursos que irão garantir a aposentadoria dos Guardas Municipais.

 

Na análise das prestações de contas apresentadas, dos balanços financeiros e dos demais documentos solicitados ao IPMC, foi constatado que a gestão Fruet tem realizado uma contabilidade “criativa” e descumprindo a LOA e a lei 12.821/2008. (clique aqui para ver 01 dos documentos)

 

Após identificar a falta dos repasses, constantes dos balancetes do IPMC, a diretoria do SIGMUC, juntamente aos outros sindicatos representantes de servidores do município de Curitiba, buscou respostas oficiais do presidente do Conselho de Administração do IPMC. O conselho de Administração atualmente é formado,  conforme Decreto nº 111/2014, que você acompanha abaixo:

 

CCI10122015_0001

 

 

O presidente do Conselho confirmou que os repasses da lei 12.821/08 encontra-se atrasados desde 31 de julho/15, justificando-se , dizendo que o município atravessa uma crise (o que já foi desmentido pela secretaria de finanças em 27/02/2015 clique aqui e veja a matéria), e que outros municípios e até governos estaduais tem tido problemas financeiros também.

Isso prova que a PMC, vem deixando de repassar valores ao IPMC, e também se esclarece a falta de interesse da alta direção do IPMC  em permitir que os representantes dos servidores da Guarda Municipal façam parte dos conselhos do IPMC, descumprindo a lei .

A diretoria do SIGMUC estará buscando todas as medidas judiciais cabíveis inclusive com a responsabilização civil e criminal dos responsáveis.

A direção do SIGMUC, em parceria com os outros sindicatos de servidores do município de Curitiba, promoverá um seminário sobre a previdência dos servidores, no dia 12/15, a partir das 13:30 horas, no auditório da APP, na rua Iguaçu 880, Rebouças, Curitiba.

 

nao-mexa

 

 

Diretoria SIGMUC, juntos somos fortes.

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias