GRECA PROTOCOLA PROJETO DE LEI DE RECOMPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO EM 3,14%

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Apesar deste ano ser um ano eleitoral, e em virtude disso, a legislação limitar a recomposição das remunerações do funcionalismo público nos últimos 180 dias de gestão, apenas ao índice correspondente a inflação do período. A atual gestão, desde o início do seu mandato em 01/01/2017, vem impondo ao funcionalismo público de Curitiba, grandes perdas salariais.

Se não bastasse, as medidas de arrocho promovidas pela Gestão Greca em 2017, como o congelamento dos Planos de Carreira, aumento dos descontos de ICS e IPMC e a não concessão da data-base da categoria neste ano, fomos também atacados pelo Governo Federal, que impôs com a Lei Complementar nº 173/2020, o congelamento dos quinquênios, Licença Prêmio e quaisquer progressões funcionais até 31/12/2021, foi a “granada” que o Ministro Paulo Guedes plantou em nosso bolso.

A LC nº 173/2020, também impôs que à reposição da inflação, prevista no artigo 37 da CF, seja aplicada pelo IPCA e não índice mais benéfico ao funcionalismo.

Tudo isso culmina, para que na Gestão GRECA, a Guarda Municipal tenha o menor vencimento inicial das carreiras de nível médio da Prefeitura de Curitiba.

Com o reajuste proposto, o vencimento inicial da Carreira da GMC, dos atuais R$ 1.995.54 passa para R$ 2.058,11, ou seja, um reajuste de R$ 62,57, porém com o aumento do IPMC de 12,5% para 14% sobre a remuneração, isso praticamente “come” grande parte deste “pseudo” reajuste.

O SIGMUC, protocolou pauta econômica de reivindicação da categoria cobrando da Prefeitura de Curitiba a não aplicação da LC nº 173/20, como foi realizado por outros Municípios, como o Rio de Janeiro, por exemplo, que aprovou legislação municipal afastando a aplicação da lei, possibilitando a concessão dos quinquênios para seus servidores.

O SIGMUC solicitou seu ingressou nas ações judiciais que questionam a constitucionalidade da LC 173/2020 e cobrará na justiça os direitos dos guardas municipais prejudicados pela aplicação da lei.

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias