Na queda de vetos, Bolsonaro deixou Moro perder sozinho?

Na queda de vetos, Bolsonaro deixou Moro perder sozinho?

Nem mesmo o líder do governo, atingido por operação policial, ajudou ministro a derrubar trechos da lei que dificultam investigações

A derrubada dos vetos presidenciais na noite desta terça-feira (24/09/2019) tem elementos curiosos para quem gosta de acompanhar a política nacional. De imediato, percebe-se a derrota estonteante do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Quando se olha mais de perto, nota-se que o governo deixou Moro sozinho nas mãos dos congressistas. Na hora que precisava do apoio político do Palácio do Planalto, o ex-juiz viu-se isolado entre os autores da lei. Assim, não dava mesmo para esperar uma vitória.

O sumiço do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Ele teve papel importante na eleição do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), mas não usou a influência para auxiliar Moro. Se trabalhou pela manutenção dos vetos, ninguém viu. Desta vez, não se falou de toma lá dá cá nem de distribuição de cargos.

Por todas as circunstâncias, pode-se concluir que Bolsonaro jogou nas duas pontas do dominó. Ao vetar os dispositivos a pedido de Moro, o presidente atendeu seu eleitorado que admira o ministro e brada por combate à corrupção. Quando deixa o titular da pasta da Justiça sozinho contra o Congresso, o capitão atende às necessidades do filho e de sua nova turma. Desse jeito, Bolsonaro até parece trabalhar contra Moro, o mais popular de seus ministros. Assim, vão acabar adversários em 2022

FONTE: METROPOLE – LEIA MATÉRIA COMPLETA

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.