You are currently viewing PAUTA PRIORITÁRIA É APROVADA EM ASSEMBLEIA, CATEGORIA COBRA RECOMPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO E EQUIPARAÇÃO SALARIAL

PAUTA PRIORITÁRIA É APROVADA EM ASSEMBLEIA, CATEGORIA COBRA RECOMPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO E EQUIPARAÇÃO SALARIAL

Reunidos em assembleia na noite desta segunda-feira (20/09), os guardas municipais aprovaram uma pauta prioritária de reivindicações, que deverá ser apresentada pelo sindicato à Administração. A categoria reivindica:

1. A manutenção dos 3,14% da data-base de 2019/2020 e o compromisso da recomposição da inflação de 2020/2021;

2. Equiparação do vencimento base da categoria com o piso salarial do cargo de agente de trânsito municipal, ou seja, dos atuais R$ 2.058,20 para R$ 2.382,88, a partir do término da vigência da LC 173/20;

3. Manutenção e descongelamento do atual Plano de Carreira da categoria;


4. Regulamentação da aposentadoria por periculosidade no âmbito municipal;


5. Retirada do projeto de avaliação de desempenho que tramita na Câmara Municipal;


6. Reajuste do auxílio refeição em pecúnia para guardas municipais que trabalham por escala e ampliação da linha de corte do vale refeição dos servidores, para que guardas municipais que trabalhem em regime linear passem a receber o benefício.

A pauta será protocolada junto ao gabinete do Prefeito e solicitada providências com relação aos temas apresentados.

Na assembleia também ficou deliberado a realização de manifestação e “operações padrões” para protestar contra a política de desvalorização e arrocho salarial, promovida pela Gestão Greca. A manifestação ficou condicionado pelos presentes, a movimento em conjunto com as demais categorias.

A direção do sindicato, avalia a realização de atos, caso não haja compromisso da administração com as pautas indicadas.

A convocação de nova assembleia no início de outubro não está descartada.

A direção do sindicato, também informou que está judicializando a questão da compra dos coletes balísticos, pois a atual gestão, está realizando a compra em nível inferior ao que é exigido para os
operadores de segurança pública, conforme determina a Portaria nº 281 do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

VITÓRIA DA CATEGORIA CONTRA A SUSPENÇÃO DOS 3,14%

Momentos antes da assembleia, os sindicatos conquistaram uma liminar que determina a manutenção do reajuste de 3,14% aplicado em 2020.

Assim, a gestão Greca será obrigada a continuar pagando a recomposição da inflação concedida em 2020, inclusive do mês de setembro. Porém, embora esta seja uma grande conquista do conjunto dos servidores e da luta dos sindicatos, é importante que todos se mantenham em alerta, caso a gestão decida recorrer da decisão judicial, ou adotar novo ataque.