“PSEUDO-AULAS” SÃO PROIBIDAS NO EQP

“PSEUDO-AULAS” SÃO PROIBIDAS NO EQP

O SIGMUC recebeu nos últimos meses diversas reclamações dos guardas municipais referentes ao EQP – Estágio de Qualificação Profissional. A maioria das críticas se deram por conteúdos que guardam pouca ou nenhuma correlação às atividades da Guarda Municipal, mas o que chamou mais a atenção escancarando o problema, foi o fato de estarem disponibilizando o espaço público para que empresas privadas pudessem “vender” seus serviços. “Em um dos horários em que os guardas municipais deveriam estar sendo capacitados, a aula foi utilizada por uma empresa privada oferecer cursos particulares aos guardas. Será que no currículo do guarda irá constar estas informações? ” Comentam os Diretores do SIGMUC.

Recentemente, o SIGMUC encaminhou ofícios à prefeitura, um solicitando providências quanto ao ocorrido, e outro propondo conteúdos que estão diretamente relacionados ao papel da Guarda Municipal, e que sofreram alterações nos últimos meses, e que são vitais para o pleno desempenho suas atividades. Ambos os ofícios foram acatados. “A Guarda Municipal é a única instituição de Segurança Pública que obrigatoriamente precisa passar por estágio de qualificação profissional anualmente durante 80 horas, e é um momento em que o profissional precisa verdadeiramente estar se qualificando. Com tanta mudança na legislação de Segurança Pública de 2014 para cá, é inadmissível que atividades estranhas à realidade da Guarda Municipal sejam ministradas”. Finalizam.

O SIGMUC solicita a sua categoria que, situações incompatíveis com o estágio de qualificação profissional sejam imediatamente comunicadas ao sindicato.

Acompanhe a resposta da Administração aqui:

smdt28102019

SIGMUC, JUNTOS SOMOS FORTES!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.