SECRETÁRIO DE GRECA, REAFIRMA DESCASO COM SERVIDORES E PARTE PARA AGRESSÃO EM REUNIÃO COM SINDICATOS

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Com uma tremenda demonstração de desrespeito e despreparo, a reunião da tarde de ontem (13/10) entre Administração e sindicatos que representam o conjunto dos servidores municipais foi finalizada.

Durante a reunião, o secretário de Administração e de Gestão de Pessoal, Alexandre Jarschel de Oliveira, perdeu totalmente o controle e compostura e tentou partir para a agressão física, tendo que ser segurado por outros integrantes da administração.

A cena, lamentável, é exemplo da forma de condução da gestão Greca que não quer ouvir e negociar as reivindicações dos trabalhadores.

Os sindicatos SIGMUC, SISMMAC, SISMUC, SINFISCO, SISMEC e SINDACS insistiram na tentativa do diálogo, tendo procurado a Câmara de Vereadores para intermediar uma reunião com a Administração Municipal, porém, logo ao entrar na sala de reuniões, o Secretário já demonstrava estar participando da reunião de forma contrariada, sendo rude e ríspido em suas manifestações para com os representantes dos trabalhadores. Destacando que a reunião só ocorreu, devido à pressão dos servidores que já possuem manifestações e greve marcada para ocorrer no dia 15.

Os sindicatos destacaram que a decisão de suspender o reajuste é incoerente e desconsidera o exemplo de outros municípios que sustentaram a compreensão jurídica de que a reposição da inflação paga em 2020 não é aumento de salário e não afronta o congelamento imposto com a Lei Complementar nº 173/2020 aprovada pelo Governo Federal.

Infelizmente, não houve abertura para negociar e os representantes da gestão deixaram claro, que o reajuste de 3,14% seguirá suspenso até o fim do ano. A gestão registrou em ata o compromisso de retomar o pagamento dos 3,14% em janeiro, quando a Lei Complementar nº 173/2020 perderá a validade, porém sem o pagamento do retroativo do período de setembro a dezembro.

Também foi registrado em ata que a data-base que deveria ser paga aos servidores em outubro deste ano será negociada apenas em janeiro. O que representa um atraso de três meses. Os sindicatos insistiram na negociação ainda neste ano, porém a Administração se recusou a assumir o compromisso em repor toda a inflação acumulada no último ano, estimada até o momento em 10,14%.

Os sindicatos cobraram o valor do montante total correspondente ao reajuste não concedido aos servidores, e qual o seu destino, visto que o dinheiro havia sido provisionado em orçamento. Os representantes da Administração não souberam informar e disseram que os recursos voltarão ao caixa geral da prefeitura e quem decidirá seu destino, será o Prefeito e o Secretário de Finanças.

Neste momento, os sindicatos relataram os problemas enfrentados pelos servidores nesta gestão, afirmando que a Gestão Greca é a pior que já passou pela Prefeitura, pois além de todo o retrocesso, Greca retira 3,14% do salário dos servidores em plena Pandemia, onde os servidores foram os mais expostos, e muitos perderam suas vidas para a doença, executando o seu trabalho, garantindo o atendimento à população. Só na Guarda Municipal 11 companheiros faleceram pela doença.

O secretário perdeu a compostura e a reunião teve que ser interrompida.

Veja no vídeo abaixo o momento em que o secretário de Administração e de Gestão de Pessoal parte para a tentativa de agressão aos representantes dos trabalhadores que só buscavam diálogo.

Quando faltam argumentos, infelizmente, nesta gestão, a truculência e o desrespeito pelo próximo, prevalecem.

Estamos a 5(cinco) anos com a carreira congelada;
Estamos com novas atribuições, sem contrapartida financeira;
Regra de aposentadoria que condena o GM a morte;
Viaturas Sucateadas;
Regra de pensão por morte, que condena a viúva(o) de GM morto em serviço a mendicância;
DIMINUIÇÃO SALARIAL;
SEM REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO;
DESCONTO DE LTS NA JORNADA POR ESCALAS;
AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA PERSEGUIÇÕES POLÍTICAS;
MENOR VENCIMENTO BASE DAS CARREIRAS DO NÍVEL MÉDIO NA PMC;
COLETES BALISTICOS DE NÍVE INFERIOR;
PRECARIZAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO;
BASTA!

É fundamental a participação de todos os GUARDAS MUNICIPAIS da ativa e aposentados na MANIFESTAÇÃO DO DIA 15/10, a partir das 10h00, em frente à Prefeitura, para fortalecer a luta contra a redução salarial, em defesa da dignidade dos servidores e contra os ataques desta administração!

Confira abaixo o resumo sobre a reunião feito ao vivo pelos sindicatos que representam os servidores municipais

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias