SIGMUC ALERTA PARA A MINUTA DO TEXTO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUE SERÁ PROPOSTA NOS PRÓXIMOS DIAS.

SIGMUC ALERTA PARA A MINUTA DO TEXTO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA QUE SERÁ PROPOSTA NOS PRÓXIMOS DIAS.

Segundo informações contidas no texto, os guardas municipais continuarão recebendo tratamento diferente dos demais servidores policiais.

A exemplo disso, o tempo de contribuição na atividade policial exigido as outras instituições é 10 anos inferior ao exigido para os Guardas Municipais.

“Não existem distinções entre servidores que exercem atividades de natureza policial, mas sim entre atribuições. Cada instituição é responsável por uma atividade específica, mas todos contribuem para a Segurança Pública! ” Alertam os diretores do SIGMUC.

O que se apresenta, é como se não existisse o §8º do art. 144 da Constituição Federal, ficando, para os guardas municipais, apenas o ônus da Segurança Pública, numa flagrante quebra da isonomia entre iguais.

Em outro ponto do documento, é exigido porte de arma de fogo como requisito para comprovação das atividades diretamente relacionadas à segurança pública.

TEMOS QUE NOS ORGANIZAR E DEMONSTRAR TODA NOSSA INSATISFAÇÃO.

Se o texto da reforma da previdência for aprovado da forma que se encontra, os guardas municipais irão realizar patrulhamento e combater a criminalidade de “bengalas”, o que não se adequa ao discurso defendido pelo Governo Bolsonaro.

É preciso mobilização em Brasília para que as Guardas Municipais recebam o mesmo tratamento destinado às demais forças de Segurança Pública.

ACOMPANHE AS NOTICIAS, DEBATA O ASSUNTO EM SEU LOCAL DE TRABALHO, AJUDE A MOBILIZAR MAIS COMPANHEIROS, VAMOS A LUTA POR NOSSOS DIREITOS!!!

SIGMUC, JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Comentários

  1. Faville
    Faville 5 fevereiro, 2019, 20:38

    E vergonhoso para nossa classe ser descriminado mais uma vez …sabendo que ninguém faz nada pra nós defender ….ok esperam de nós ?????

    Responder esse comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.