SIGMUC LUTA CONTRA “NOVO” CALOTE DA GESTÃO FRUET!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

A diretoria do sindicato foi cobrar os compromissos firmados junto a categoria, em reunião na Secretaria de Governo – SGM e posteriormente na sede da Secretaria da Defesa Social – SMDS, nesta tarde (25/11), referente ao pagamento das 12 horas extraordinárias da escala de trabalho correspondente ao período de 26/09 a 25/10, que deveria ser paga este mês e que conforme divulgação do contracheque realizada hoje, pela SMRH, não foi lançada.

 

Na SMDS, o Superintendente Drº Antonio Hanauer e o Diretor da Guarda Municipal Inspetor Vanderson Cubas, informaram que conforme encaminhamento da SMRH, estas horas serão pagas retroativamente no pagamento de dezembro.

 

O sindicato protestou pelo pagamento imediato em folha suplementar, uma vez que desde a alteração da escala de trabalho, vem cobrando a Administração sobre a necessidade do pagamento destas horas, e a falta desta previsão no contracheque disponibilizado este mês, prova mais uma vez, o descaso e o descomprometimento  da SMRH com os pontos firmados em mesa de negociação.

 

Na oportunidade foi apresentado pela SMDS, uma proposta de mudança do CRONOGRAMA DE AVANÇO POR TITULAÇÃO, pois o cronograma apresentado anteriormente, não vem sendo cumprido pela SMRH. Clique aqui e visualize o cronograma “original”.

 

No documento, todas as datas previstas para o Avanço por titulação foram alteradas pela SMRH, jogando a data de pagamento do avanço por titulação para julho de 2016, o que no entendimento da diretoria do sindicato é inaceitável além de demonstrar falta de respeito com a categoria.

 

Veja o comparativo entre o cronograma apresentado na ocasião da greve da categoria e o novo cronograma enviado pela SMRH:

proposta smrh

 

“Isto é uma ofensa aos guardas municipais. A lei 14.522 é de 2014, estamos em 2015 e a SMRH quer pagar o avanço dos títulos em agosto de 2016, isso é uma brincadeira de mau gosto, uma vergonha,” desabafou o presidente do SIGMUC, durante a reunião.

 

Diante dos protestos dos diretores do sindicato, o Superintendente da SMDS, solicitou o envio de uma contraproposta ao cronograma enviado pela SMRH.

 

O sindicato defendeu que o cronograma apresentado inicialmente deve ser cumprido, nem que publicações ocorram retroativamente, porém diante da intransigência da atual Administração e a urgência em retomar a implantação do avanço por titulação, o sindicato defende que os prazos de duração de cada etapa sejam diminuídos drasticamente pra que o pagamento do avanço ocorra no início do ano.

 

Veja aqui a sugestão do sindicato:

proposta sigmuc

A diretoria do sindicato, conclama toda a categoria para assembleia geral extraordinária que será convocada para os próximos dias afim de deliberar sobre os prejuízos que a categoria vem vem sofrendo por parte da atual gestão e não descarta a possibilidade de radicalização e novas paralisações com foco na denúncia dos ataques orquestrados pela Secretaria Municipal de Recursos Humanos.

 

Diretoria SIGMUC. JUNTOS SOMOS FORTES!

 

Digitalizar0001

Digitalizar0002

Digitalizar0003

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias