SIGMUC VAI À AUDIÊNCIA PÚBLICA, E COBRA PAGAMENTO DE QUINQUÊNIO DOS GUARDAS MUNICIPAIS, COM BASE NA LC 191/2022.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Durante Audiência Pública de Prestação de Contas realizada na Câmara de Vereadores, na data de hoje (25/05), a diretoria do SIGMUC esteve presente cobrando o pagamento do quinquênio concedido pela aprovação da LC 191/2022.

Mas o que diz a LC 191/2022?

A lei complementar reestabelece a contagem do tempo de serviço para fins de adicional por tempo de serviço e licença prêmio, para os servidores da saúde e segurança pública.

Tão logo a publicação da Lei complementar nº 191/2022 ocorreu, o SIGMUC protocolou pedido para que a legislação fosse imediatamente aplicada aos guardas municipais curitibanos.

Mas apesar da cobrança do sindicato, do parecer favorável do PGRH, da minuta do Decreto estar pronta, o protocolo nº 04-010108 não anda. Consulte parecer protocolo clicando aqui.

O Secretário Municipal de Finanças, Cristiano Hotz, ao ser questionado na Câmara, afirmou “que os levantamentos estão sendo realizados e que, não há porque não pagar”…, porém, não estabeleceu uma data para que isso aconteça.

A diretoria do SIGMUC continua na cobrança e levou a questão até mesmo à alguns vereadores da base do Governo, solicitando uma posição e agilidade do Executivo frente ao tema.

Além da cobrança, os representantes do sindicato acompanharam os números apresentados pela SMF, e o que fica claro, é o descaso da atual gestão com o funcionalismo público que amarga 5 (cinco) anos de congelamento dos Planos de Carreiras.

O limite das Despesas Totais com Pessoal representou no último Quadrimestre de 2022, 38,87% do Orçamento. Muito abaixo do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal que é de 51,3%.

SIGMUC, Juntos Somos Fortes!

Protocolo_sigmuc

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias