SIGMUC VAI A CÂMARA COBRAR SECRETÁRIA DE FINANÇAS

Ocorreu nesta manhã (28/09), prestação de contas quadrimestral da gestão fiscal do Executivo. Na apresentação comandada pela Secretária de Finanças, Eleonora Fruet, conforme os números apresentados, de janeiro a agosto de 2016 entraram nos cofres do município R$ 5,3 bilhões e foram empenhados R$ 4,7 bilhões, num resultado orçamentário preliminar positivo em R$ 665 milhões.

A diretoria do SIGMUC, após analisar as demonstrações, verificou divergência entre os valores das dotações destinada a Segurança Pública publicados no diário oficial e a apresentação realizada pela Secretaria Municipal de Finanças. Ao ser questionada sobre a matéria, Eleonora disse desconhecer a inconsistência.

O diretor de assuntos sindicais do SIGMUC, Roberto Prebianca questionou sobre o pagamento de indenizações a servidores que não fruíram a licença-prêmio antes de se aposentar. A Secretária, disse que é respeitado o critério cronológico, mas que os pagamentos são limitados a uma rubrica orçamentária em torno de R$ 3 milhões. Porém, afirmou que
a quantidade de pessoas a serem pagas tem relação direta com o valor devido individualmente ao servidor e o valor desta dotação.

Também foi questionado, o aumento do déficit atuarial do Instituto de Previdência do Município de Curitiba (IPMC), que saltou para mais de R$ 2bilhões, ao qual, Eleonora defendeu a atual gestão dizendo que “o patrimônio dele (IPMC), hoje é 2,5 vezes maior do que quando assumimos”. Disse que o fundo tem “liquidez forte” e “saúde financeira”.
Foram vários os questionamentos realizados pela diretoria do sindicato, porém nenhum deles foi respondido de forma direta ou satisfatória pelos representantes da Secretaria Municipal de Finanças.

A própria Comissão de Economia, queixou-se sobre a existência de um pedido de informações feito a Secretaria Municipal de Finanças, que se encontra “pendente há um ano”, “podíamos dar uma festa de aniversário!”, brincou um dos vereadores. “Vamos averiguar e responder pelo sistema”, respondeu Eleonora.

Foi destacado pelos presentes a participação do SIGMUC e do SINDIFISCO, que representa os auditores fiscais do município, únicos sindicatos que estiveram presentes hoje, na prestação de contas.