Rua Presidente Faria, 51, conj. 801, 8º andar

Atendimento: Seg - Sex: 08:00 às 18:00h

Invalid Api key.Please enter a valid Api key.
Rua Presidente Faria, 51,
Conj. 801 – 8º Andar
Centro – Curitiba/PR
CEP: 80020-290
Tel: (41) 3264-5062

O diretor da guarda municipal de Curitiba, Odgar Nunes Cardoso, distribuiu um comunicado aos núcleos da Defesa Social, onde alega ter recebido aval do SIGMUC para alterar a escala de trabalho da Guarda Municipal.

O SIGMUC realizou duas (02) Assembléias Extraordinárias para deliberar sobre a escala de trabalho da Guarda Municipal de Curitiba. Em ambas as ocasiões foram rejeitadas quaisquer alterações na escala de trabalho da GMC.

Após a Assembléia Extraordinária do dia 20/03, a diretoria do sindicato encaminhou oficio ao secretario da SMDS, informando que houve uma REUNIÃO na sede do sindicato, onde foi debatido a possibilidade de flexibilização da escala, mas que a ASSEMBLÉIA REJEITOU TAL PROPOSTA.

Após esta data, em nova reunião com o Secretário da Defesa Social, na sala de reuniões da SMDS, onde o diretor da Guarda Municipal rejeitou todas as alternativas de dialogo com a categoria,  o diretor da GMC alegou que após conversar com o prefeito, recebeu autonomia nos assuntos da guarda municipal e que iria implementar a escala de folga “de quinta a segunda”.

Após isto, o SIGMUC encaminhou oficio de nº 018 de 13/03/2017, ao Secretário da Defesa Social, Algacir Mikalovski, questionando sobre  rumores de alterações da escala de trabalho da Guarda Municipal. Clique aqui e leia o oficio (PARTE 01 / PARTE 02)

Anexado a este oficio, foi encaminhado cópia do modelo de escala, com a folga em finais de semana assinado pelo secretário de governo à época. Clique aqui e veja o texto.

Este ofício foi respondido pelo diretor da Guarda Municipal em 05/04/2017, através do protocolado 04-014891/17, onde é afirmado que “…esta proposta já foi encaminhada ao Sindicato da Guarda Municipal de Curitiba-SIGMUC;”. Clique aqui e veja o texto.

Na resposta do diretor da GMC, o mesmo ignora a pergunta objetiva do sindicato, sobre a folga conforme modelo anexado ao ofício. Informa apenas que: “…mais opções de dias de folga,…”.

Em Assembléia realizada em 05/04, ou seja, logo após receber a resposta do diretor da GMC, a categoria deliberou pelo ESTADO DE GREVE, justamente pelas tentativas do diretor da Guarda Municipal em alterar a escala de trabalho.

No dia seis de Abril (06/04), um dia após a resposta do diretor da Guarda Municipal sobre tentativas de alterar a escala de trabalho da Corporação, o SIGMUC comunicou a administração municipal de que: A CATEGORIA DELIBEROU PELO ESTADO DE GREVE, inclusive devido as insistentes tentativas do diretor da GMC em alterar a escala de trabalho da guarda Municipal. Click aqui e leia o oficio (PARTE 01 / PARTE 02).

Desta forma, é mentirosa qualquer tentativa de vincular alterações em escala de trabalho à concordância do SIGMUC.

O sindicato ressalta que a categoria encontra-se em Estado de Greve, e que nesta situação é natural esperar que a Administração ataque o representante da categoria, visando enfraquecer o movimento dos trabalhadores.

Por outro lado, todas as decisões tomadas pela Assembléia são soberanas; e a Assembléia Geral decidiu pelo Ato na Câmara de Vereadores no dia 08/05. Todos os Guardas Municipais devem comparecer a este evento.

Diretoria SIGMUC, juntos somos fortes!