GUARDAS MUNICIPAIS INDIGNADOS PELO PLANO DE CARREIRA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

Os guardas municipais protestaram durante a sessão plenária de hoje (08), na Câmara de Vereadores, e deixaram o recado: “SE O PLANO ALTERAR, A GUARDA VAI PARAR!

Com a apresentação da metodologia que afetará todos os planos de carreiras da administração, ficou evidente quais são as políticas de recursos humanos para os servidores da guarda municipal, o fim da carreira. “Um crescimento a cada 8 anos não é carreira, e logo não existirá mais a Guarda Municipal”, apontam os diretores do SIGMUC.

Revoltados com a situação, os guardas decidiram em assembleia o “Estado de Greve”, e passarão a promover atos em defesa do plano de carreira. “Hoje foi só o primeiro passo, a cada ato nossa mobilização será maior”, afiram os guardas presentes hoje na CMC.

As direções dos sindicatos se reuniram com o presidente da Câmara que se comprometeu a abrir o diálogo com a administração. Os diretores do SIGMUC apontaram que a carreira da Guarda Municipal, que está congelada desde 2017, não teve nenhuma das demandas atendidas pela atual gestão, e agora propõe outro PACOTAÇO em cima dos servidores. “O plano de carreiras da Guarda Municipal foi construído com base nas especificidades da carreira de segurança pública, e os profissionais da corporação correm o risco de nunca ascender na carreira dada as complexidades que o cargo exige, isso jamais iremos aceitar.” Pontuam os diretores do SIGMUC.

O SIGMUC mantém o estado de greve e solicita que os guardas municipais se engajem na divulgação das informações que a diretoria disponibiliza. Está sendo agendada novas reuniões com a administração para que se recupere o plano de carreiras da categoria. “Chegamos no nosso limite, basta!” Finalizam.

SIGMUC – JUNTOS SOMOS FORTES!

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias