Na próxima segunda-feira, 19/10, os guardas municipais cruzam os braços

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on print

REMENDO NÃO, CATEGORIA QUER REVOGAÇÃO !!

A partir da próxima segunda-feira, 19/10, os guardas municipais cruzam os braços em resposta à intransigência da Administração em não revogar o Decreto nº 888/2015, que impôs mudanças na metodologia do cálculo das escalas de trabalho, o que promoveu diminuição na remuneração global dos servidores da Guarda Municipal.

 

Os guardas municipais presentes, analisaram a resposta enviada pela Administração à contraproposta feita pela Categoria e deliberaram pela rejeição da proposta. Os servidores entendem que o prejuízo causado pela mudança no calculo das escalas de trabalho é muito maior do que a compensação que a Prefeitura vem apresentando até agora.

 

 

As alterações trarão prejuízos significativos aos trabalhadores, que sentirão este impacto negativo, justamente as vésperas das festas de final de ano.

IMG-20151015-WA0159

Casa cheia

Entre outras reivindicações da categoria, não atendidas pela Administração ainda está a não concessão do Auxílio Refeição para todos os integrantes da carreira, a quantia diminuta de investimentos na Guarda Municipal e a falta de uma data efetiva para pagamento do avanço por Titulação, pois conforme cronograma apresentado não há se quer, indicação de data para pagamento.

 

A categoria cobra ainda, os compromissos firmados pelo Prefeito que até agora não saíram do papel, como: Academia da Guarda Municipal, módulos da Guarda em todos os bairros da cidade, dobrar o efetivo da guarda municipal, isenção tarifária no transporte coletivo sem o uso do uniforme, corregedoria independente e autônoma, equiparação do vencimento base do Guarda Municipal com o vencimento inicial da PM.

 

IMG-20151015-WA0137 IMG-20151015-WA0168

A previsão para investimentos na Secretaria municipal da Defesa Social para o ano que vem, corresponde a 0,034% do orçamento total previsto na LOA 2016. Dos 125 milhões destinados a Secretaria, mais de 121 milhões correspondem a despesas com folhas de pagamento. Tirando gastos com material de consumo, sobram menos de três milhões para realizar todos os compromissos assumidos, o que é impossível.

 

A avaliação do sindicato é de que a Administração Municipal, não revogando o Decreto nº 888/2015 e não direcionando recursos para Guarda Municipal, está empurrando a categoria para a greve. “A mudança na metodologia do cálculo das escalas de trabalho, causou uma quebra da isonomia entre o pessoal que trabalha de segunda a sexta e quem trabalha por escala, ou seja, 12×36. Essas mudanças arrocharam o salário dos guardas municipais, principalmente aqueles com menos tempo de serviço. E o pior, os trabalhadores sentirão esse arrocho, justamente as vésperas do final de ano. Principalmente para os guardas municipais no início da carreira, os efeitos do Plano de carreira, implantado recentemente, foram completamente zerados. Em muitos casos, por conta do Decreto, os GMs terão prejuízos de mais de R$ 500,00,” destacou o presidente do SIGMUC, GM Luiz Vecchi.

 

Prejuízo a véspera das festas de final de ano, a categoria não aceita este presente da administração!! - Luiz Vecchi
Prejuízo a véspera das festas de final de ano, a categoria não aceita este presente da administração!! – Luiz Vecchi

 

 

 

Para o Diretor de Assuntos Sindicais, Roberto Junior Prebianca,  é hora de mobilização da categoria em toda as regionais. “Importante destacar, que em nenhum momento o Prefeito Gustavo Fruet, recebeu ou dialogou com a representação sindical da categoria. Se chegamos a este ponto, isto se deve à falta de diálogo e negociação desta gestão, pois a mudança do cálculo das escalas não foi discutido nem negociado com a categoria, simplesmente “veio goela a baixo”, pela canetada do Prefeito.

 

A categoria cruzará os braços e se reunirá na segunda-feira, 19/10/15, em frente a Prefeitura Municipal a partir das 08:00hs, para juntos protestar e demonstrar toda a indignação a atual situação em que a Guarda Municipal e os guardas municipais se encontram.

 

E a Vi…Nada Continua para Guarda de Curitiba.

COMPARTILHE

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email
Share on print
Print

FILIE-SE AO SIGMUC

INFORMATIVO SOBRE A PEC 32/2020

DENUNCIE IRREGULARIDADES

FACEBOOK

Outras Notícias