SIGMUC DENUNCIA ABANDONO DE BENS PÚBLICOS

A diretoria do Sindicato dos Servidores da Guarda Municipal de Curitiba – SIGMUC, cumprindo seu papel institucional e social, vem à público denunciar o abandono de viaturas e equipamentos adquiridos com recursos públicos, que deveriam estar sendo utilizados pela Guarda Municipal e encontram-se amontoados, escondidos da população, dentro de imóvel da Fundação Cultural.

2 viaturas, 2 motos que poderiam estar sendo usadas em prol da população.
2 viaturas, 2 motos que poderiam estar sendo usadas em prol da população.

Escondidos debaixo de uma lona preta, longe do olhar do público, encontram-se 2 motocicletas, 1 automóvel, 1 furgão e diversas bicicletas que poderiam estar rodando à serviço da população Curitibana.

Pelo que se tem notícia, as motocicletas e o automóvel, foram adquiridos com recursos do Programa “Crack é Possível Vencer” do Governo Federal, foram entregues para Polícia Militar do Paraná e no final de 2014 e foram repassadas para utilização da Guarda Municipal de Curitiba. Mas, devido à falta de destinação de recursos para troca da plotagem estão paradas desde então.

Recursos do Programa “Crack é Possível Vencer” do Governo Federal apodrecendo sem uso.
Recursos do Programa “Crack é Possível Vencer” do Governo Federal apodrecendo sem uso.

O Furgão, adquirido com recursos da UNIÃO para utilização da Ouvidoria da GMC, aparentemente não roda, é subutilizado, permanecendo parado a maior parte do tempo.

Dinheiro da União o furgão quase não roda, é subutilizado, permanecendo parado a maior parte do tempo
Dinheiro da União o furgão quase não roda, é subutilizado, permanecendo parado a maior parte do tempo

Já as bicicletas, pertencem a Ciclo Patrulha da Guarda Municipal, e já foram objeto de denúncia anterior. Na ocasião a Direção da Guarda Municipal informou que as mesmas estavam armazenadas aguardando manutenção, o que não condiz com a realidade.

Bicicletas continuam amontoadas sem uso, má aplicação dos recursos públicos.
Bicicletas continuam amontoadas sem uso, má aplicação dos recursos públicos.

Nota-se pelas fotos que os equipamentos adquiridos com recursos públicos, algumas delas fruto de emendas parlamentares, ao contrário do que foi dito, encontram-se amontoadas virando sucata.

Enquanto isso, a população reclama da falta de atendimento da Guarda Municipal nas Praças e Parques da cidade.

Junto com os equipamentos, também foi encontrado um viatura da Guarda Municipal prefixo 1.5, que deveria estar em uso, para atender as ocorrências da região Central da Cidade, porém devido à falta de recursos para manutenção, também encontra-se na mesma situação de abandono.

Viatura que atendia as ocorrências na área central da cidade, debaixo da lona preta.
Viatura que atendia as ocorrências na área central da cidade, debaixo da lona preta.

“Devido à má gestão e a falta de investimentos, os equipamentos e estruturas destinadas ao atendimento da população pela Guarda Municipal encontram-se em condições ruins ou péssimas para quem dúvida basta fazer uma visita no Centro de Operações da Guarda”, denuncia o presidente do SIGMUC, GM Luiz Vecchi.

As viaturas da Guarda Municipal ativas, rodam em média de 200 a 300 Km por dia, atendendo cerca de 30.000 mil ocorrências ao ano. Individualmente cada uma viatura atende algo em torno de 500 ocorrências/ano. Isso demonstra, o impacto que uma viatura parada significa para as ações de segurança da capital.

O sindicato, estará encaminhando denúncias diretamente aos órgãos competentes, para que ações de responsabilização sejam tomadas frente ao descaso da Administração Municipal com os bens públicos.

Juntos somos fortes.

Diretoria SIGMUC.