Um ano do PACOTAÇO! Nada a se comemorar

Um ano do PACOTAÇO! Nada a se comemorar

Dia 26 de Junho será uma data negra no calendário municipal, o dia do PACOTAÇO! Após uma grande mobilização dos servidores para impedir que seus direitos fossem aviltados, assim como a sobrecarga de impostos à população curitibana, o PACOTAÇO foi aprovado mediante uma violenta operação policial.

Entrincheirados em um verdadeiro “bunker”, os vereadores da base aliada, tratoraram conquistas históricas, congelaram os direitos dos servidores e aumentaram impostos. Servidores que protestaram contra as medidas foram feridos pela reação desproporcional e desarrazoada das tropas militares que cercavam a Ópera de Arame. “Muitos servidores foram feridos, e nenhum policial foi responsabilizado”, comentam os Diretores do SIGMUC.

O SIGMUC contava com uma decisão liminar que autorizava a categoria da Guarda Municipal a adentrar nos locais de votação, mas a decisão foi desrespeitada pelo comando da operação, mesmo na presença dos representantes do Ministério Público.

Os servidores não possuem reposição salarial há mais de 2 anos, estão sem as progressões previstas em lei e ainda tiveram seu fundo de previdência esvaziado em 695 milhões, o que causou perdas significativas a todos os servidores. “Mas o que ainda dói são as feridas da alma, as cicatrizes psicológicas pelo tratamento desumano por parte da administração municipal, muitos de nós dedicamos 10, 20 e até 30 anos à cidade de Curitiba e em uma canetada, direitos foram retirados, e pior, fomos tratados como bandidos, até sangue tiraram de nós” lembra os Diretores do SIGMUC que estavam presentem em todos os atos.

O SIGMUC continua na luta para reestabelecer os direitos de seus representados, pois o pacote de leis aprovada na Câmara de Vereadores foi judicializado, mas lembra que os “espartanos” mantem-se firmes contra os ataques da Administração.

SIGMUC – JUNTOS SOMOS FORTES!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios*