DE OLHO NA MANUTENÇÃO DAS VIATURAS

DE OLHO NA MANUTENÇÃO DAS VIATURAS

Após denúncias realizadas por guardas municipais junto ao sindicato, os diretores do SIGMUC passaram a acompanhar as questões relativas a um possível descumprimento do contrato de locação de veículos que abrangem as viaturas locadas da corporação.

Segundo os guardas, as viaturas são encaminhadas para a empresa responsável e nem sempre o problema é resolvido, já que não há viaturas reservas suficientes, e para manter o veículo “rodando” devido a elevada demanda de serviço.

“As viaturas da Guarda Municipal rodam 24 horas todos os dias, com mais de 3 anos de uso e muitas beirando aos 180 mil km. É natural que os veículos apresentem problemas, mas não é aceitável que os problemas não sejam corrigidos quando são identificados, já que o contrato prevê as manutenções e substituições. ” Apontam os diretores.

Segundo consta no contrato 251/2016, as viaturas da corporação têm o prazo de substituição de 3 anos, sendo que foram contratados em dezembro de 2016, assim como devem ser substituídas por um veículo reserva para as manutenções que impliquem manutenções. Item 5, XII, XVIII e XXIX.

“Se o contrato de locação de veículos prevê manutenção preventiva e corretiva, qual seria a desculpa para que as viaturas continuem rodando apresentando defeitos? ” Questionam os diretores do SIGMUC. “Se tem um contrato, tem um gestor. E portanto, cabe ao gestor identificar se o contrato está sendo cumprido.” Finalizam.

De aditivo em aditivo, a reposição das viaturas vai sendo postergada e os veículos ficam ultrapassados e gerando mais manutenção, consequentemente, afetando o fluxo de trabalho.

Desta forma, O SIGMUC alerta aos guardas municipais que, em caso de identificação de problemas com os veículos, por menor que seja, o fato deve ser informado de imediato a chefia do setor mediante relatório, solicitando a manutenção, evitando assim risco de acidentes. Denúncias ao sindicato, podem ser realizados pelo canal http://sigmuc.org.br/sig/denuncia.