RH “JURA” QUE O PLANO SAI PARA ABRIL

APÓS “LINGUIÇADA”, DIRETOR DA SMRH “JURA DE PÉ JUNTO” QUE O PLANO SAI PARA ABRIL

 

O Ato realizado ontem, em frente da Prefeitura, rendeu dois grandes avanços: A Prefeita em exercício, Mirian Gonçalves, garantiu que o Projeto de instauração do Banco de Horas no serviço público municipal, não irá para pauta de votação neste ano, permanecendo paralisada sua tramitação e segundo, em reunião ocorrida às 14hs na Capela Santa Maria, contando com participação do Diretor de Recursos Humanos Sergio Malheiros, o mesmo afirmou e reafirmou perante uma platéia de mais de 50 guardas municipais, que os efeitos financeiros proporcionados pelo Novo Plano de Carreira da GMC, serão pagos até abril de 2015.

 

Conforme explanação realizada pelo Diretor de RH, houve alguns contratempos na publicação do Decreto regulamentador, o que postergou os prazos, porém, mesmo havendo esta postergação, o pagamento na pior das hipóteses, será realizado na folha de pagamento de abril.

 

Segundo Malheiros, “a folha costumeiramente fecha dia 5, porém o prazo máximo internamente é dia 10, desta forma, após fechamento do decreto de enquadramento, este será encaminhado ao setor da Folha de pagamento e já será implementado, não sendo necessário aguardar até a data da publicação do decreto”.

 

APÓS “LINGUIÇADA”, DIRETOR DA SMRH “JURA DE PÉ JUNTO” QUE O PLANO SAI PARA ABRIL- imagem site da prefeitura
APÓS “LINGUIÇADA”, DIRETOR DA SMRH “JURA DE PÉ JUNTO” QUE O PLANO SAI PARA ABRIL- imagem site da prefeitura

A diretoria do sindicato que estava presente, questionou o Diretor de RH, referente a recusa  da SMRH em adiantar os prazos, como havia sido encaminhado pelo SIGMUC na última reunião, pois se há a intenção de adiantar os prazos, por que não fazê-lo no papel? Segundo Malheiros, os prazos estabelecidos como estão, são prudências para Administração e havendo possibilidade serão adiantados.

 

“Para a direção do sindicato, fica difícil acreditar nesta força tarefa da SMRH em adiantar os prazos, pois tendo em vista que nem o primeiro prazo estabelecido pela lei 14.522/2014, eles conseguiram cumprir…, para nós a credibilidade desta administração ficou arranhada. Para que as coisas aconteçam, sempre tivemos que cutucar a Administração. Para que o plano desenrolasse e fosse para câmara tivemos que promover a paralisação da categoria em 20/03/2014; Para que o Projeto fosse protocolado dentro do prazo dado a categoria de 02 de junho, tivemos que promover um ato em frente à Câmara Municipal, nesta mesma data; Para que a Administração publicasse o Decreto regulamentador que a lei previa, tivemos que convocar Assembléia Geral Extraordinária da categoria e aprovar a realização da “Linguiçada” em frente à Prefeitura. Deste jeito fica muito difícil dar credibilidade a estes prazos e a força de vontade do Diretor de RH, manifestou-se o presidente  do SIGMUC, GM Luiz Vecchi.

 

Durante a reunião Malheiros, frisou que não partiu da SMRH, a escala regionalizada  instituindo datas diferentes para os guardas municipais apresentem o termo de adesão no Núcleo de Recursos Humanos – NRHII, a data de 09/12/2014 dás 9h às 17hs ao dia 13/01/2015 dás 09hs as 17hs, vale para todos os Guardas Municipais, independente do NRDS que se encontram.

 

Os casos divergentes referente ao enquadramento, serão analisados pela comissão paritária, formada por representantes da SMRH, SMDS e SIGMUC, que já tem data certa para primeira reunião, dia 11/12/2014 às 10:00hs na SMRH.